"Se eu te pudesse dizer
o que nunca te direi,
tu terias que entender
aquilo que nem eu sei."
Fernando Pessoa

domingo, 23 de abril de 2017

asas


asas*


Queria escrever sobre asas, ou sobre a falta delas. Quero explicar a falta que me fazem, onde me levam, mas não consigo. Não as tenho, não as sinto. Fugiram de mim, voam noutro, ou estão amarradas debaixo de um fato e gravata, tal e qual um baraço. Não é só uma folha em branco e a incapacidade de nela por palavras, é antes de tudo isso, é a ausência de sonhar. É grave. É triste. Faz de mim um comum animal, afinal sem o poder de sonhar e voar, sou um animal que cumpre as suas rotinas de sobrevivência. É pouco. É fatal. Alimento-me, deixo e trato da descendência, cumpro rotinas sociais e de trabalho. Como qualquer outro animal. Tenho saudades que me digam do nada - estás a rir do quê? - enquanto eu voava por vales e montanhas, praias e mares. As asas levavam-me para cabelos em caracóis negros, lisos claros, olhos verdes, ou azuis, paixões e momentos, amor também. Fazem-me falta as histórias dos meus mundos onde só chegava com as minhas asas.

falta, muita falta...

em breve voarei novamente 

conta corrente

*esta imagem poderá ter direitos de autor




12 comentários:

  1. Umas asas fazem muita falta, eu sei. Logo as encontrarás, procura :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. pois fazem... e sim em breve espero :)
      boa semana GM

      Eliminar
  2. até os sonhos precisam de descanso...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. achas? tenho pensado nisso... descanso de tudo!
      beijinhos ana boa semana

      Eliminar
  3. :)
    ...asas.
    ...não acredito que se procurem. como tudo o que vale a pena encontrar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. provavelmente estão só escondidas :) aparecem entretanto

      Eliminar
  4. Sinto falta das minhas...tenho bebido red bull,,,mas não funciona!

    abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. se funcionasse a rede bull... estava ganho :)

      abraço

      Eliminar
  5. Há cerca de três anos, talvez, pelo aniversário a minha filha pequenina fez um pedido, queria muito muito muito receber um presente assim... -- M, umas asas!? -- Xim. pra mim voar.
    :)
    Bom feriado, conta corrente.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vê até às crianças sabem a falta que fazem :)

      Obrigado

      Eliminar
  6. vais ver que um dia destes voltam nas asas de um pássaro :)

    ResponderEliminar