"Se eu te pudesse dizer
o que nunca te direi,
tu terias que entender
aquilo que nem eu sei."
Fernando Pessoa

segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

Escrevi em ti.


Herb Ritts

Foi nessa tarde morna. 
Dormes nua. 
Embalei os teus sonhos. 
Contemplo a tua pele. É seda pura. 
Na ponta do meu dedo a melhor caligrafia.
Escrevi na seda. 
Tudo o que não te sei dizer. 
Usei a tua pele.
Lá gravei a minha alma, com os restos de coração.
É só o que tenho.
Escrevi em ti.
Tudo o que não te sei dizer.
O teu peito beijei.
Senti o teu corpo falar. 
Contei segredos no teu pescoço. 
Entrei em ti, porque mais não sei.
Escrevi em ti.
Tudo o que não te sei dizer.
Oxalá não acordes.
Não escrevi tudo. Falta o amo-te.
Treme o dedo. Tu acordas.
Escrevi em ti.
Não te menti.

6 comentários:

  1. Gosto do que escreves, conta corrente.
    Boa semana!

    ResponderEliminar
  2. Esta noite escreve-lhe a palavra que falta. :)

    Bonitas as tuas palavras, CC. :)

    Boa semana. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Impossibilidade física :)

      Obrigado!

      Boa semana Alaska!

      Eliminar
  3. Que bonito, CC.
    tão musical e poético.
    este texto havia de ficar ainda mais bonito dito, em voz alta, num palco :)

    boa semana!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Podes sempre levá-lo contigo, tu que andas pelos palcos :)

      Obrigado, e boa semana.

      Eliminar