"Se eu te pudesse dizer
o que nunca te direi,
tu terias que entender
aquilo que nem eu sei."
Fernando Pessoa

quarta-feira, 12 de outubro de 2016

A breve história de Milene Silva


A Milene Silva tinha um dom. Escrevia. Assinava sob o pseudónimo Laura Lemos. Nascida num meio rural sempre se sentiu marginalizada. Escreveu sempre em segredo. Desde os 16 anos que escrevia pequenos contos e histórias. Sempre foi vista como estranha por todos. Demasiado tímida, demasiado escondida no seu mundo. Sempre vítima da brutal pressão social. Da pressão de fazer igual aos outros. Brutalmente vergada às normas sociais, à necessidade de trabalhar, casar e ter filhos. Acabou por vergar. Fez o caminho que outros impuseram. Escreveu sempre em segredo. Dotada de uma sensibilidade sem igual para as artes, dotada de uma capacidade de sonhar ímpar. Contava histórias como ninguém.

O mundo será sempre pobre. O mundo é pobre. O mundo vai continuar pobre.

A genialidade não se compadece com normativos sociais castradores. 

4 comentários:

  1. e onde estão as histórias dela?
    deviam vir à luz do dia...

    ResponderEliminar
  2. Acho que sim, acredito que virão. Demorará uns anos.
    O problema é que deve haver milhares de pessoas assim...

    ResponderEliminar
  3. Respostas
    1. Honestamente não sei. Julgo que sim, em segredo certamente.

      Estamos "zangados" porque sou contra precisamente as pessoas preocuparem-se mais com a necessidade de aparência social, só para parecerem "normais".

      Eliminar